postais da ria (111)


hoje é o dia

o espelho da ria

o espelho da ria

um dia
verás o que nunca viste
um dia
o inesperável acontecerá

então
dirás não o que sabes que é
mas o que gostarias que fosse
com isso tentarás confundir
o que queres com o que tens

então
quererás que a tua mentira
vença a evidência dos factos
seja a verdade que não existe
para continuares a ser o que já não

seres o que não és foi coisa
que te levou à ilusão de tentares ser
o que sendo nunca serias

hoje é o dia de ouvires
que já te ouvimos quanto baste

uma ria de homens e barcos, a minha ria

uma ria de homens e barcos, a minha ria

(torreira; regata das bateiras; s. paio; 2012)