postais da ria (291)


tremo muito
0 ahcravo_DSC0640

safam-se as redes para que se não safem os chocos

 
vêm devagar as palavras
cansadas de tanto
 
carregadas de memória
vergam-se
 
está frio cada dia mais
cubro-me com 
letras nomes sons
 
tremo
tremo muito
 
vão depressa as palavras
urge guardá-las
 
(torreira; 2018)

os moliceiros têm vela (343)


devagar
0 ahcravo_DSC_2130 bw
 
aprendi cedo a ler
reconhecer as letras
soletrar sílabas
decifrar frases
 
percorro parágrafos
como se de bengala
as palavras não correm
talvez por isso o povo diga
que mais depressa um coxo
 
sou dos que lêem devagar
como ando
0 ahcravo_DSC_2130
 
(torreira; regata da ria; 2010)