crónicas da xávega (248)


o livro

reinventar o tempo
por dentro
os amigos ainda são

encho-me de mim
e sou de novo
por ser neles eu

um sorriso um olhar
um abraço

empresto-lhes vozes
inventadas
palavras onde moram

é de memórias
que o livro se faz
0 ahcravo_DSC_1983 s

(ti miguel bitaolra;torreira; 2012)

Anúncios