memória_01042011


lurdes catelhana (canhoto)
KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA
 
 
todos os dias, de acordo com as instruções do arrais chico giesteira (chico de ovar), a companha faz as viagens de ida e volta: furadouro-torreira.
 
instalam-se ao sul do molhe sul, onde têm tudo o que é necessário para passar o dia: uma caixa térmica de uma carrinha, que serve de dispensa, um coberto que abriga uma mesa e equipamento de cozinha.
 
um depósito industrial de gasóleo para abastecer tractores e motores.
 
da companha fazem parte duas mulheres, que ajudam na escolha do peixe e cozinham para toda a companha. a organização imposta pelo arrais e voluntariamente aceite por todos, é a melhor que até hoje vi.
 
se há ainda lobos do mar, o chico é certamente um deles.
 
 
(companha do pepolim – do furadouro a trabalhar na praia da torreira; 2006)

memória_quando o mar trabalha_22032011


ser barco
00000 ahcravo_DSC9846

barco sr.ª da aparecida; à proa o arrais bolacha;torreira; anos 90

 
quantos o sonham
caminhar por sobre o mar
descobrir outras liberdades
inventar novos caminhos
 
como se voasse
pensam
o horizonte por limite
as ondas cócegas nos pés
andar assim sem rumo nem destino
 
ser barco
 
partir soltar amarras
cordas prisões grilhetas
convenções
 
e o regresso ?
há sempre terra no fim do mar