a beleza do sal (14)


 

0 ahcravo_DSC_2113

enfeitar

sim
salgaram tudo
terra casa afectos
a memória

não
com o ancestral intento
de preservar deixar para
não

sabia
demasiado sal
queima mata esteriliza
sabiam-no e deixaram

então digo
não há beleza no sal
nem nunca haverá
nos assassinos

a desconstrução da beleza
é criminosa

(morraceira; 2016)

a beleza do sal (12)


só há uma partida

0-ahcravo_dsc_1724

enfeitar

só há uma partida
a definitiva
o mais são abandonos
por raiva desilusão
amar demais para

amanhã vou para o sul
voltarei breve
enquanto regresso
possível for

deixo-vos com o sal
e o corpo de uma mulher
lugar onde terra e mar
se unem para dar
sabor à vida

(morraceira 2016)

a beleza do sal (10)


0-ahcravo_-dsc_1718

caminhos de sal

falas de amor
1.

amigo, tenho 75 anos, a minha mulher faleceu há quase um ano. se quisesse já tinha mulher em casa. não sou maricas. fomos casados 53 anos e não consigo ver outra a tocar nas coisas dela.

2.

vinte anos é muito. agora é que estou bem: paz, amor

 
(registo: morraceira; setembro; 2016)