olhar as gentes do mar e da ria – uma parceria transatlântica (2)


pensa-te

a realidade não é o que
escreveste
fotografaste
pintaste

muito pouco seria
se só isso

registas
apenas parcelas do todo
crias um novo real
és por isso responsável
pelo teu mundo
é teu

oferta tua 
aos outros
cuida do teu
jardim

pensa-te

a escolha das fotos e do poema foi feita no estados unidos

os amigos da terra, da terra são porque dela gostam e, por vezes, oferecem-nos prendas assim

ficam na sombra porque sempre ficaram, são amigos muito especiais

abraço-os

postais da ria (379)


bom ano

corrida de chinchorros; s. paio; 2012
 queria falar-te dos dias
 do tempo cortado às fatias
 
 invenção dos filósofos padeiros
 que pão inteiro era coisa de povo
  
 queria falar-te dos anos  
 e outros pedaços maiores do tempo
  
 que nem esse para todos igual é
 falo-te da fome da doença da miséria
 de como crescem longe e perto
 escondidos ou mostrados consoante
 a notícia o exige não o ser homem
  
 queria falar-te dos dias quando o ano
 está a acabar e dizer-te que tudo
 está diferente e tudo ficou na mesma
  
 queria dizer-te que não mudei sou eu
 o mesmo de sempre desde que comecei
 a ser quem sou a ter o meu tamanho
  
 queria dizer-te que podes contar comigo
 quando os braços se juntam e é justa a causa
  
 queria dizer-te que não estou a teu lado
 nem calarei a mentira a injustiça o cinismo
  
 oiço bem vejo bem sei o que quero
 bom ano