memória_01042011


lurdes catelhana (canhoto)
KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA
 
 
todos os dias, de acordo com as instruções do arrais chico giesteira (chico de ovar), a companha faz as viagens de ida e volta: furadouro-torreira.
 
instalam-se ao sul do molhe sul, onde têm tudo o que é necessário para passar o dia: uma caixa térmica de uma carrinha, que serve de dispensa, um coberto que abriga uma mesa e equipamento de cozinha.
 
um depósito industrial de gasóleo para abastecer tractores e motores.
 
da companha fazem parte duas mulheres, que ajudam na escolha do peixe e cozinham para toda a companha. a organização imposta pelo arrais e voluntariamente aceite por todos, é a melhor que até hoje vi.
 
se há ainda lobos do mar, o chico é certamente um deles.
 
 
(companha do pepolim – do furadouro a trabalhar na praia da torreira; 2006)
os moliceiros têm vela (394)

os moliceiros têm vela (394)


porque sim
0 ahcravo_ DSC_4280 bw

torreira; regata do s. paio 2010

as palavras
planto-as algures
no canto mais luminoso
do jardim que tenho
o fundo do bolso
hoje não é dia de abrir
janelas
nem de as deixar voar
quero-as todas
para mim
e ficar assim
em silêncio
a pensar
tão somente
porque sim
0 ahcravo_ DSC_4280

torreira; regata do s. paio 2010