a beleza do sal (86)


a flor não
0 ahcravo_DSC3755

ilha da morraceira; mexer; 21/07/2020

 
em cima da cilha
os montes de sal
enfeitados
 
sobre o monte mor
a chuva tomba
 
espera o homem
que de pouca dura
a água doce
 
em cima da cilha
sol mar suor
resistirão
 
no talho a flor
não
 
 

a beleza do sal (85)


mexer
0 ahcravo_DSC3632 s

ilha da morraceira; mexer; 2020

sábado 27 de junho de 2020
na morraceira já se mexia
e eu fiz a primeira foto do ano
há três anos
quando comecei a fotografar o salgado
de forma diversa foi com o mesmo marronteiro
esperemos que seja uma boa safra para todos
e que haja quem queira registar esta arte
(“agora o sal está a trabalhar para ele”, disse-me o zé quando acabou de mexer e eu me despedi)

a beleza do sal (46)


eu abri as portas da gaiola

(….eles passarão
eu passarinho
“mário quintana”)

não sei de bancadas
nem de lugar à sombra

gosto de sol e mar
e da força da vagas

ficou vazia a cadeira
que me guardaram

recuso o caminho palavroso
onde não nasceram gestos

cantam de poleiro
aves de arribação

eu abri as portas da gaiola
para voar
é tarde para me cortarem
as asas

0 ahcravo_DSC_3490 s

o meu amigo paulo formiga

(armazéns de lavos; mexer; 2016)