bateiras_o foto vídeo


um vídeo feito nos estados unidos, com fotografias minhas e com selecção, edição e  produção em vídeo de joão nascimento.
um abraço entre os que emigraram e a terra que é sua, por laços familiares ou origem. no caso do joão, que é da região de castelo branco, foi pelo casamento que a torreira, a murtosa, a ria, o mar, lhe entraram no ser.
impressionou-me a forma como o joão seleccionou as fotos, como se as sentisse. é um prazer ter amigos assim
melhor ver
postais da ria (307)

postais da ria (307)


cigano dos afectos
 
0 ahcravo_DSC_3427

descanse em paz ti antónio

regresso e a minha ausência
foi também a ausência de outros
definitiva
 
como está o teu pai
partiu em outubro
 
você já cá não vem desde quando
e são avcês doenças que
 
regresso e não são só abraços
sorrisos palavras boas
 
um dia quando não regressar
serei eu o ausente
 
sim
mas de uma comunidade onde
por não estar sempre presente
só se perguntará por mim
se perguntarem
depois
muito depois de eu ter partido
 
destino de cigano dos afectos
 
(torreira; 2016)
 

postais da ria (289)


gente da ria
0 ahcravo_DSC_2268
 
conheço-lhes os gestos
por vezes os nomes
 
são muitos anos
ou
foram muitos anos
 
conheço-lhes os gestos
por vezes os nomes
adivinho famílias
 
artes de pesca
artistas alguns
no engano de
 
nas malhas dos dias
muitos ficaram aqui
não presos guardados
 
(torreira; safar redes; 2016)

postais da ria (288)


sopa de letras
0ahcravo_dsc_0850

cirandar para a borda

 
a menina maria
e o ti zé augusto
foram os meus avós paternos
 
na ladeira das fontainhas
em setúbal
bairro de murtoseiros
e pescadores
tiveram uma mercearia
uma taberna e seis filhos
 
quando a sopa da menina maria
era mais cheirosa
o aroma corria pela ladeira
até casas menos abonadas
de onde vinham grávidas
com uma malga para uma sopinha
senão ficavam ógadas
sorria a menina maria
 
lembrei-me desta história
a propósito de certas visitas
a malga agora é outra
e a sopa é de letras
 
(torreira; cirandar; 2013)