postais da ria (258)


é tarde

enevoado tempo
o das memórias

acordo e recordo
não consigo
esquecer
o que me lembra
ao adormecer

sofro de memórias
de violentados dias
fracas palavras
pobres gestos

vem vazia a rede
vem vazia
vem

é tarde

0 ahcravo_DSC_3492 s1

alar com salvador rilho (chalana)

(torreira; alar da solheira; 2010)

 

crónicas da xávega (153)


HOMENS

SONY DSC

a pancada é dura

sei que antes de entrarem
no barco olham o mar

sei que se benzem
sei que têm fé

sei que precisam de
ir ao marpara ganhar a vida

porque gostam
porque é um desafio

porque são HOMENS

SONY DSC

HOMENS

(praia de mira; companha do zé monteiro; 2010)