a minha ria


sacos de caranguejo

 

é esta a minha ria

a da sobrevivência

das artes

aqui

homem e mulher

são camaradas

em tudo

iguais

 

o pão que comem

colheram-no

ambos

da mesma fonte

 

é esta a minha ria

a da resistência

da solidariedade

a que nem todos vêem

a que alguns mataram conscientemente

mas que é

 

a mais bela ria

do mundo

 

(murtosa; cais do chegado)

 

 

 

 

 

 

 

 

e beijaram-se


bateira de caranguejo_chegado
deram-se as mãos
e caminharam
estava sol
por dentro também
há quanto tempo? 

pela estreita entrada
que a maré deixou
o pescador guia o barco
em busca do abrigo
do cais, do regresso
ansiado

 

deram-se as mãos
como há muito não
chegados que eram
de outros caminhares
perdidos no tempo

 

a bateira
vem pesada
caranguejo muito
a paga
sempre pouca
a vida cadela

 

deram-se as mãos
e beijaram-se