bota!


 

 

barco de mar maria de fátima

barco de mar maria de fátima

à porta do mar
não se bate
nem se pergunta
se se pode entrar

entra quem sabe
porta dentro
a casa invade
toma por suas
janelas e paredes

haver dentro delas
pão que fará sorrir
quem em torno da mesa
é motivo que baste
para que o arrais grite

bota!

 

(torreira; companha do marco; 2010)