zé monteiro


                                                             zé monteiro; 2010

dono da companha da barca de mar s. josé, da praia de mira.

como a grande maioria dos pescadores da xávega – a que localmente chamam “artes” -, foi homem da pesca do alto, faz muitas campanhas de bacalhau e, depois de reformado, dedicou-se à arte que o viu nascer

(praia de mira)

na praia de mira, década de 70


peixeiras da praia de mira

sentadas
aguardam a separação do peixe

descansam os pés
para caminhos longos
corridas e gritos
no cantar

“é peixe do maaaar !”

sentadas
rezam para que a pesca
dê para o pão

eram estas as peixeiras

eram elas que nos traziam
peixe do mar
sardinha fresca
gordura a pingar

 

as alcunhas e as gaivotas


cuco, turra e bia

na praia de mira, como em todas as praias e portos onde há pescadores, as alcunhas são o verdadeiro nome dos pescadores.
eis aqui 3: o turra, o bia e o cuco
é assim, nasce-se com a alcunha do pai,- da família –  dão-lhes no baptismo um apelido e na vida, frequentemente, conquistam a sua própria alcunha.
e a história repete-se sempre à beira mar.
(praia de mira – companha do zé monteiro)