os moliceiros têm vela (109)


estorvos

a espera

a espera

estorvos

de tão antigos
são do silêncio senhores
donos das vozes caladas
murmuradas não ouvidas
habitadas habituadas

não têm a idade que têm
são muito mais velhos

existem para que nada
mude
tal lhes basta para serem

estorvo

em 2008

quantos já desapareceram?

(murtosa, regata do bico; 2008)