porque há heróis convenientes


o 25 de abril foi levado a cabo por um colectivo composto por unidade de planeamento e logística e unidades operacionais.

cada um cumpriu com a sua tarefa e tudo correu bem, porque bem planeado e executado pelo colectivo.

há no entanto um homem que agiu de forma individual e que, não sendo oficial, nem integrando o colectivo, poderia ter provocado um banho de sangue se tivesse cumprido as ordens que lhe foram dadas.

obrigado alves da costa, herói esquecido e soldado desconhecido do 25 de abril

2 thoughts on “porque há heróis convenientes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s