a negro


 

sobre os dias escrevo

não as comemorações

mas o espanto deste país

em desmoronamento

vítima

de um 1755 nacional provocado

pela ganância do capital

 

liberem-me dos liberais

senhores de gravatas

carros topos de gama

falocráticos símbolos

de uma suciedade

onde o homem é

euro-convertível

 

sobre os dias escrevo

a fome

o desemprego

as noites ao relento

os despejos

a fome

a fome

a fome

 

onde os jovens desta terra?

deles alguns oportunistas

sobem as escadas dos partidos

do chamado

arco do poder

e ei-los brilhantinamente

engravatados limpos por fora

à espera da próxima gamela

quanto aos mais

é vê-los desempregados ou

a comprar bilhete de partida

sem regresso

sem regresso

 

sobre os dias escrevo

a oportunidade que a crise trouxe

aos que detendo o capital

disporem de mão de obra

tão barata e tão qualificada

e aumentarem absurdamente

as suas absurdas fortunas

 

sobre os dias escrevo

o desprezo

pelos mais velhos

pela ética

pelo cumprimento das obrigações

pelos saberes

pelos valores

pelo respeito

pela cultura

 

sobre os dias escrevo

a negro

que negros são estes dias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s