sorriso


era uma vez

como se bebesse

o momento

o efémero

eternamente retido

numa chávena

onde o douro corre

ao encontro do mar

sorrindo como ela

por enfim se encontrar

 

a felicidade

carece de tão pouco

porque lhe pedem tanto?

 

(foto de sofia carvalho : http://www.facebook.com/scarvalho2