cresci contigo


 

a linguagem da ternura

a pureza dos afectos

a limpidez das mãos quando te abraçava

descobri-as contigo

 

crescemos os dois

lado a lado como irmãos

que ainda somos

ser teu pai

aconteceu

seres meu filho

foi sendo

 

hoje

a ternura é outra

a mesma que me une ao teu avô

ao meu pai

que também cresceu comigo

e foi também teu

porque nosso

 

hoje

no dia que é meu

não me dês nada

vem apenas recordar o que fomos

e ouvir de novo as histórias

que para ti inventei