postais da ria (72)


falo de amor

ahcravo_DSC_4794 bw

como se de carne
a palavra
quando o teu nome
letra a letra

medo de te dizer
e te perder no ter dito

dentro de mim
no segredo do indizível
permaneces

como se de carne
a palavra
abraço-te devagar

sinto-te
letra a letra
salgado

falo de amor

ahcravo_DSC_4794

(ria de aveiro; torreira)

One thought on “postais da ria (72)

  1. Ó Ria Salgada, tu que sabes, porque és Mulher, quanto do teu Sal são lágrimas do teu sofrer, recebe do Sol momentos de prazer e, com bom Vento, pela mão do Homem, te verás renascer!”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s