o meu amigo joão manuel brandão


a ria no rosto

joão manuel brandão

joão manuel brandão

escrevo o teu rosto
sem palavras
vejo-te para que te
saibam e oiçam

não há silêncio na ria

não sei como dizer-te
sinto-te
e semeio-te como és

a beleza da ria
é o retrato do teu rosto

joão manuel brandão

(torreira; cabrita alta)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s