os moliceiros têm vela (124)


boa noite

gosto da ria assim, mas a cada ano que passa, parece mais impossível

gosto da ria assim, mas a cada ano que passa, parece mais impossível

no meu peito já voaram
pássaros nuno
não me lembro quando

agora nenhum nidifica
sequer num ramo pousa

sorrio aos dias
aqueço-me numa réstia de sol
sempre que posso
nem sempre quando quero

escrevo-me devagar
nunca sei se

no meu peito já voaram
pássaros nuno
não me lembro quando

boa noite

a beleza da ria e a pobreza dos mandantes

a beleza da ria é a paixão dos moliceiros

(torreira; regata do s. paio; 2012)

lembro aqui o título do primeiro e, para mim melhor, livro de nuno camarneiro: ” No meu peito voam pássaros”. façam o favor de o ler

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s