a laura e ele


gansos mudos

gansos mudos

 

a laura e ele

 

 

os dois

são muitos

ainda

 

não digo

burros

dos que com

ele

sagradas vacas

estarão

comendo o pasto

por ele semeado

reis

que não os magos

enchem a barriga

 

não digo

inocentes

dos que com

ele

interrogo-me

porquê

mas sei

que sabem

o que querem

não sabendo o como

 

a laura e ele

isso sei

festejaram o natal

num manjar de laranjas

será que todos

os que com ele

também?

 

perdoai-lhes senhor

que o tempo não