da margem


escrevo das margens

onde os olhos

marginais também

 

sou

mais um apenas

nos caminhos

por onde ando

desando

encontro desencontro

 

nos apertamos as mãos

e dizemos

de nós

sem tempo de antena

nem pressas de

 

na margem

não à margem

debruçado sobre

bem por dentro

no côncavo

dos dias

 

na margem sempre

de onde se vê melhor

o centro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s