o carregar do saco na zorra (I)


o saco voa, a zorra é pista

o saco voa, a zorra é pista

braços abertos cega
correu mar
trouxe peixe ou não
na boca imensa
estômago ávido

leve
muito leve
vogou

peixe se o houve
dele cuidaram para a outra fome
e de festa foi o ter havido

esvaído no areal
pesado de tanta areia e mar
espera dos homens os braços
que o libertem
e o levem onde o sol
o tornará de novo ave
para novas viagens

a zorra
a zorro o levará

(torreira; companha do marco; 2010)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s