crónicas da xávega (51)


a albina

a albina

mulher do mar

chama-se albina

chama-se albina

(torreira; companha do marco; 2014)

One thought on “crónicas da xávega (51)

  1. No mês passado, para passar o tempo, peguei num livro que me estava à mão e que, de forma muito simples, contava, em texto e algumas imagens, “A vida no tempo de Jesus” (título do livro, se não me engano) e onde se dizia que, naquele tempo, os companheiros de Jesus eram os pescadores do mar da Galileia. Um dos desenhos que ilustravam o texto, mostrava uma cena da arte da chávega que nesse tempo se fazia, com os homens a puxar as redes para terra. A imagem da Albina, mulher do mar, que acabo de ver no seu blog, mostra uma mulher de hoje mesmas funções. . .que tempos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s