postais da ria (373)


as mãos ainda

torreira; regata de bateiras à vela; s, paio; 2013
falo ainda das mãos
quando tas dou
em silêncio

do silêncio mais íntimo
onde mãos com mãos
se dizem
o que palavras jamais

falo ainda das mãos
falarei sempre
condenação de as ter

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s