zé serra


 

zé serra

zé serra

 

 

caixas no mar lavadas
leito último do carapau
onde o serem dele rasas
dirá quanto o lanço deu
em peso aproximado

nunca o valor em dinheiro
que esse só na lota
os compradores
quantas vezes combinados
em pouco mudarão o muito
em quase nada o tanto suado

dirás no mercado ao vê-lo
em cima da pedra a brilhar
que o peixe é caro
o preço elevado
e te sentes roubado

serás então igual ao pescador
mais um
na cadeia da exploração
de um outro mercado

 

(torreira, à memória do arrais zé murta, 2009)