Pescadores querem vender peixe imaturo, partidos concordam


é este o símbolo da xávega e dos homens que dela vivem: coragem

é este o símbolo da xávega e dos homens que dela vivem: coragem

a luta pela viabilização da xávega está a conseguir dar pequenos grandes passos. a união de autarcas, sindicatos e a APX é de saudar e só podemos esperar que leve a bom lanço.

“Lisboa, 05 abr (Lusa) – Representantes de pescadores pediram hoje no Parlamento que seja permitida a venda do resultado do primeiro lanço da pesca por arte xávega, ainda que seja de dimensão inferior à autorizada por lei, merecendo a concordância da maioria dos partidos.

A Comissão Parlamentar de Agricultura e Mar ouviu hoje membros da Federação dos Sindicatos do Setor da Pesca e da Associação Portuguesa de Xávega e o presidente da Câmara de Mira, João Reigota (PS), a propósito dos projetos de resolução apresentados por PSD e CDS-PP, PS, PCP e Bloco de Esquerda para valorização da arte xávega (pesca artesanal, praticada junto à praia, principalmente em localidades como Aveiro, Figueira da Foz, Nazaré e Trafaria).

O presidente da federação, Frederico Pereira, pediu aos deputados que seja permitida a venda “do primeiro lanço, independentemente do tamanho da captura”. Atualmente, o pescado abaixo do tamanho mínimo permitido (12 centímetros, numa quota de 5%) é devolvido ao mar e os pescadores devem abster-se de exercer a sua atividade até ao virar da maré.”

popola


popola

popola

 

nunca lhe soube o nome

pois outro haverá

por detrás daquele

que é este

 

colada ao corpo

a alcunha

dirá de uma história

que desconheço

de um ter sido ou havido

que certamente é

 

popola

é um sorriso estampado no rosto

uma criança por dentro

de um homem

um sentir diferente dos demais

um braço igual a tantos

 

que sabe o mar disto?

 

 

(à memória do arrais zé murta, torreira, 2009)