os moliceiros têm vela (311)


a meta

0 ahcravo_DSC_4907 s.jpg

entrou água no barco
como na casa a lama

ensurdecedoras as palmas
de quase gente
na casa de todos nós

não há pior cegueira
que a dos que vêem
nem palavras mais feras
do que as dos que mentem
ofertando-as como se verdades

do alto se fizeram ouvir
ao rebanho

seguiu-as quem quis
ou melhor não soube porque
muitos anos fazem obra
calejam discernimento

urge escoar as mentes
como o barco
para chegar à meta

(regata da ria; escoar; 2016)

0 ahcravo_DSC_4907 s bw

o amigo manuel antão, no moliceiro “A. Rendeiro”