crónicas da xávega (295)


o espanto
0 ahcravo_DSC_6278 s

o meu amigo agostinho trabalhito (canhoto)

 
tudo me é estranho
como se de aqui não fora
 
espanta-me ver árvores
crescerem no mar
 
ser eu barco e algures haver
porto de abrigo
 
o espanto
(torreira; no meio do mar; 2013)

One thought on “crónicas da xávega (295)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s