era no tempo dos bois


junta de bois em descanso breve

cansado

triste

de costas para o mar

resta-lhe esperar

 

destino de ser forte

manso

escravo

 

um dia

agradecer-lhe-ão a dedicação

oferecer-lhe-ão

morte rápida

 

será repasto

cumprirá o destino de ser sempre

o boi da festa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s