despeço-me do óscar miguel


(despeço-me do óscar miguel)

óscar miguel

 

era assim

qual gaivota prestes a levantar voo

 

preparadas as cordas

as redes a caminho

que

de asas abertas o óscar

iniciava os seus voos

 

era este o seu mar

o leito por onde corria

o sangue de ser barco

 

a xávega

perdeu um filho

o mar um amigo

e todos ficámos mais pobres

 

o óscar miguel

era barco

mas é com um abraço

que lhe digo

até às ondas irmão

 

 

quim balão


                                                                       quim balão

 

apanhado a dormir uma pequena sesta depois de almoço.

o quim é camarada na companha do pepolim, que vem do furadouro trabalhar ao sul da torreira.

no dia em que fui ao mar com eles, almocei também. umas lulas pequeninas estufadas, acabadas de sair do mar.

a companha tem tudo o que precisa para ali passar o dia, num carro térmico guarda-se a comida, um toldo e uma mesa para todos, com muito respeito pelo arrais chico giesteira.

(torreira_companha do pepolim)