crónicas da xávega (347)


solidão
0 ahcravo_DSCN0388 - cacilda m fatima 2005 s

torreira; cacilda brandão; 2005

 
aqueço as mãos
ao lume da ternura
inventada em cada gesto
 
assim preencho o vazio
o não haver onde carícias
 
 

One thought on “crónicas da xávega (347)

  1. Pingback: crónicas da xávega (347) – ahcravo gorim Blog – ACALANTO

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s