25 de abril em coimbra


0 ahcravo_DSC_1583 bw

quando el-rei apareceu
temerosa d. isabel
recolheu o manto

que levais aí senhora
perguntou el-rei
são cravos meu senhor

mostrai-me quero vê-los
sabeis como sou curioso

aberto o manto
cobriu-se o chão
de cravos vermelhos

mas senhora
hoje não é 25 de abril

será amanhã
meu senhor
será amanhã

é amanhã

0 ahcravo_DSC_1583

(coimbra; 25/04/2017)

para o zeca


0-ahcravo_dsc_5821-p

amigo
serás sempre maior que o pensamento

tu que cantaste maio
e foi numa madrugada de abril
tu que foste a toupeira
e cantaste o sol e nos levaste a agarrá-lo

amigo
serás sempre maior que o pensamento

as tuas palavras a tua voz
são ainda tu aqui agora
sempre

duas sílabas um nome
um grito uma canção um protesto
uma revolta um princípio
uma alavanca um não desistir
aqui agora sempre

amigo
serás sempre maior que o pensamento

30 anos depois
não há depois
há o futuro todo

amigo
serás sempre maior que o pensamento

(abril, a 25)

postais da ria (156)


abril vinte e cinco e os cravos

0 ahcravo_ DSC_7029 bw
dos cravos não consta
que espinhos
não os temas por isso

não tos vi hoje na lapela
e admiro-te
na sinceridade de os não
teres posto

aí onde estás lustroso
sorridente
aos cravos o deves

ou será que aí estarias
mesmo sem eles
sem democracia?

nunca se sabe

0 ahcravo_DSC_7029

(ria de aveiro; torreira)