3º Congresso Nacional da Cultura Avieira


Editor: Instituto Politécnico de Santarém
Coordenação: Gabinete coordenador do projecto
Ano 5; N.º 183; Periodicidade média semanal; ISSN:2182-5297; [N.9]

Integrando a 49.ª Feira Nacional de Agricultura, 59.ª Feira do Ribatejo, o CNEMA – Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas -, S.A. foi palco do 1º Fórum Ibérico do Tejo e do 3º Congresso Nacional da Cultura Avieira.

Com manifestações culturais paralelas decorrendo em simultâneo – do folclore à pintura, à fotografia, à arqueologia e às embarcações Avieiras e da Vieira de Leiria -, o Tejo foi a centralidade que congregou, durante dois dias, académicos e estudiosos, portugueses, castelhanos e galegos e uma das comunidades mais identitárias para a cultura das gentes taganas – a Avieira.

Destes eventos vos damos conta na presente Folha Informativa.

 

O gabinete de coordenação

(Projecto de candidatura da cultura Avieira a património nacional imaterial e da Unesco)

FOLHA Nº16-2012_1º Fórum Ibérico_3º Congresso da Cultura Avieira

mais eu que nunca


companha do marco, 14 de junho de 2012

estou muito longe
de tudo
muito perto
de mim
encho-me de mar
e não há palavras
que digam sequer parte
do que sinto

 

quem sou
é outro
sendo o mesmo que fui
mas muito maior que eu
lavei todo o meu corpo no mar
limpei-me das impurezas urbanas
reencontrei o vernáculo
dos homens que não viram as costas
às ondas

 

pesco neles o pão
para estas palavras poucas
e ofereço-vos
do muito que sou agora
o tanto que me ofertaram

 

estou muito longe
de tudo
mais eu que nunca

(torreira; 14 de junho de 2012)