os moliceiros têm vela (16)


da fotografia

a dança dos cisnes

a dança dos cisnes

onde andam agora os que
da terra a memória serão
de tantos olhares gravados

máquinas muitas prontas
a registar a festa da ria
o bailado dos moliceiros
voando como nunca
porque  sem carga

onde andam agora as imagens
roubadas ao tempo
para nos serem ofertadas um dia?

fotografar não é
procurar a beleza e guardá-la
para concursos negócio ou
gozo próprio narcísico

fotografar é um comprometimento
com o sentir de um tempo
com as gentes que nos olharam e pensaram

amanhã vou lembrar-me de hoje

enchem-se os olhos e a memória sorri

enchem-se os olhos e a memória sorri

(murtosa;regata do bico; 2012)