mãos de mar (49)


as mãos

as mãos
chegam pela manhã
a carícia

quanto partem
dizem em silêncio
a dor de

as mãos que dei
não esperavam nada
nem o que recebi

poucos são os
finais felizes

0 ahcravo_DSC_4175 s

(torreira; 2016)

Anúncios

2 thoughts on “mãos de mar (49)

  1. No silêncio
    No ruído dos pensamentos,
    A ausência da carícia
    A ausência das mãos,
    No final, uma falta permanente,
    Como arbusto seco,
    A ausência da carícia
    A ausência de outras mãos

    Um abraço, no silêncio
    Isabel Amorim

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s