a beleza do sal (118)


aqui agora

armazéns de lavos; achegar; rer; 2019
não desenho palavras
nem sei de outra música
que a das imagens
roubadas à vida

a máquina fotográfica
não gosto de câmera
os meus dedos
incapazes de desenho

nada de novo
trago aos dias

apenas isto
este estar aqui agora
a inventar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s