postais da ria (407)


torreira; colher; 2009
onde estive
para onde vou
tudo isso faz de mim
o que sou

um eterno caminhante
com apeadeiros
esporádicos onde
descanso tanto
ser e tanto sentir

sei que estou vivo
olho em frente
vivendo hoje
inventando amanhãs

todos os dias são
o primeiro dia
não é sérgio
torreira; colher; 2009

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s