a xávega na torreira


óscar miguel, barco que foi do joão da calada

o mar imenso confunde-se
com o azul do céu
a areia estende-se a perder de vista
nela se afogam as ondas em murmúrios de sufoco

em terra a arte prepara-se
homens barco redes
tudo espera a nova maré
o novo lanço

é verão
e é preciso ganhar o pão

One thought on “a xávega na torreira

  1. Pingback: Os números de 2010 « ahcravo's Blog

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s