crónicas da xávega (87)


a corda e a mão

os olhos mais além

os olhos mais além

a mão na corda
ou a corda na mão?

o que diz a mão da corda?
e a corda da mão?

quando uma?
quando a outra?

tudo tem o seu momento
isso te digo
sê ambas e serás

o ti horácio encaminha a mão de barca no arribar

o ti horácio encaminha a mão de barca no arribar

(torreira; companha do marco; 2015)

os moliceiros têm vela (136)


a vida não é uma parábola

tempo de pensar

tempo de pensar

depois de o executarem
disseram que não era culpado

incapaz de se levantar
o executado sorriu
um sorriso de cinzas

ainda hoje quando o vento
sopra do norte
vejo-as voar e cobrir de pó
tudo quanto a sul

afinal estava tudo na bíblia
como é costume
que tudo lá cabe excepto

a vida
que não é uma parábola

tudo é efémero

tudo é efémero

(torreira; regata do s. paio; 2014)

postais da ria (91)


calaste-me pedras

fica a sombra

fica a sombra

não mates a palavra
para continuares vivo
deixa que seja o tempo
a levar-te inteiro

quero-te dizer que dói
assistir à tua morte
sabendo-te vivo

as hienas comem o leão
a noite chega mais cedo
é de restos que se atapetam
os dias que me restam

as pedras esboroam-se
tropeço em montículos de areia
desfeita que foi a memória

calaste-me pedras

é urgente dourar os dias que restam

é urgente dourar os dias que restam

(torreira; marina dos pescadores)

os moliceiros têm vela (135)


para o meu amigo dr. peres

o silêncio cobre tudo, espera-se

o silêncio cobre tudo, espera-se

não sei onde está agora
aquilo que do teu corpo
em cinzas tornado foi

recordo as tuas palavras
“então e o meu amigo como vai?”
e eu ia com a tua ajuda

a música a poesia a pintura
um mundo onde habitar
era ter um amigo dentro

cuidavas mais dos outros
que de ti
talvez por isso te descuidaste
e já não és

escrevo só para te dizer
obrigado
obrigado por teres sido

um quadro para a parede do dr. peres

um quadro para a parede do dr. peres

(torreira; regata do s. paio; 2010)

lembro-me agora, meu amigo, que nunca chegámos a comer, juntos, uma caldeirada de enguias