os moliceiros têm vela (372)


para o ti zé rebeço
0 ahcravo_DSC_8220.jpg

cais do bico; regata do emigrante; 2019

a ria em fundo
a ria no sangue
a ria cama mesa
a ria outra casa
a ria tudo quase
 
como se dissesse
que se há-de fazer
tantos anos depois
 
o homem confunde-se
com o barco
ele é o barco na ria
a vela o mastro a toste
enterra a toste manel
 
a frema tão murtoseira
 
o saber que não
se pode saber tudo
rás parta o tempo
que se há-de fazer
os moliceiros têm vela (369)

os moliceiros têm vela (369)


sonho ainda
0 ahcravo_ DSC_4134 bw

murtosa; regata do bico; 2017)

 
não nego a solidão
nem a cultivo
 
estou comigo e sou
ergo-me em mim
corto a direito
 
o meu tempo é duro
se amargos alguns dias
inteiros todos são
 
recuso não ser eu
custou muito
fazer-me
 
sonho ainda
0 ahcravo_ DSC_4134

murtosa; regata do bico; 2017