ser, só ser


os rios das cores

 

no lento saborear

deste estar aqui

longe e perto de

ser, só ser, só

trazer na língua o sal

roubado algures

 

ter tudo sem nada

querer possuir

e ser feliz

por ser assim

olhar tudo e tudo ser

na alegria plena

de estar vivo e ver

 

as cores bailam-me

diante dos olhos

e são rios que nascem

sem ânsias de foz

 

sorrio

por entre as nuvens

dos dias

inúteis

no lento saborear

deste estar aqui

One thought on “ser, só ser

Deixe uma Resposta para Ana Goncalves Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s