só o futuro


em arganil

 
falo da fronteira
do limite
ali onde tu
tens de
 
nenhum caminho
é
mas caminho farás
se
 
nasceste quando
para seres o que ès?
quantas vezes
morreste
no caminhar para ti?
 
sabe-lo?
 
o candeeiro
dá luz e sombra
também tu
na fronteira de ti
 
a cada passo dado
um passo deixado
procura as pegadas
vê-te nelas
 
mas nunca te esqueças
que o futuro
é o teu destino
 
(arganil)