crónicas da xávega (230)


para o joaquim rodrigues
(massa)

queria dizer-te
que te admiro
massa

não porque cantes
melhor que o zé cabra
pior é difícil
tu nasceste para cantar

não porque a trabalhar
o faças como poucos
és energia pura

não pela tua alegria
os teus malabarismos
com o bordão na praia
és um artista nato

admiro-te
pela tua força interior
pelo modo como venceste
onde tantos sucumbem

tu és enorme massa
da tua fibra muitos
houvessem

massa assim é outra massa

0 ahcravo_DSC_4889 s

(torreira; arribar da mão de barca; 2012)

Anúncios

One thought on “crónicas da xávega (230)

  1. Pingback: crónicas da xávega (230) — ahcravo gorim Blog | O LADO ESCURO DA LUA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s