se soubesses


o peso feito

 

momentos há em
que o peso
dos dias se
sobrepõe
ao brilho da luz

momentos há em
que o peso da dor
se sobrepõe
à leveza de
estar vivo

momentos há em
que se soubesses
se soubesses mesmo
terias aprendido a voar

partirias então
leve
muito leve
sem peso
de mais nada
que não o de seres
assim

sem que
momentos houvesse em
que o peso
é demais
e carece de fim

(torreira; marina dos pescadores)

3 thoughts on “se soubesses

  1. Dizer que gosto, parece-me pouco. “momentos há em/ que o peso da dor…” Sinto-o mas não me atrevo a mais nada. “partirias então/ leve/ muito leve…” E de novo o arrepio…talvez porque também eu me sinta leve, leve, por usar tudo e nada possuir.
    Amei este poema, lindo e triste que entra em nós sem pedir licença
    Parabéns.

  2. adorei !!!!!!
    e se soubesse já tinha lido antes
    mas sabendo o que sei li e gostei…

    Obrigada amigo e belo fim de semana, com sol, claro

    amália

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s