o encontro


 

ao fundo o ti alfredo bitaolra, o alfredo amaral enrola a corda da calima

ao fundo o ti alfredo bitaolra, o alfredo amaral enrola a corda da calima

 

não se desfazem os nós
que o mar fez
entrelaçaram-se as vidas
enquanto o forem
tempo houver

os que chegam
chegaram há muito
eram outros
quando
lembro-me de miúdos
a gatinhar da areia

os que partem
não partem nunca
afastam-se apenas
para serem o outro
o que foram
na memória contada
à mesa dos dias
onde entre dois copos
recrescem nas palavras

não se despedem nunca
marcam encontro onde

 

(torreira; companha do marco; 2010)