acender o instante


por detrás da mão, mário laginha

por detrás da mão, mário laginha

 

regresso

ao silêncio vestido de música

das notas escritas numa folha

não as entendo

olhos guiam mãos fraseados

que se perdem na criação de

 

escuto

a fuga das vozes para uma só boca

o marfim rebrilha à carícia dos dedos

estendo os olhos por sobre a sombra

busco uma luz possível

 

acendo o instante

 

(tone music school, coimbra; abril 2014)

 

*******************************************************************************

 

um piano
um homem
uma voz
uma mulher

jazz

laginha, o mário
rita maria
os que souberam
foram felizes

momentos luminosos

DSC_6896_tone rita maria DSC_6906_tone_mario laginha DSC_6907_tone_mario laginha DSC_6910_tone_mario laginha DSC_6913_tone rita maria DSC_6917_tone_mario laginha DSC_6918_tone rita maria DSC_6927_tone_mario laginha DSC_6939_tone_mario laginha DSC_6954_tone rita maria DSC_6960_tone_mario laginha DSC_6962_tone rita maria DSC_6972_tone_mario laginha DSC_6975_tone_mario laginha DSC_6979_tone rita maria DSC_6983_tone_mario laginha DSC_6995_tone_mario laginha+rita DSC_6999_tone rita maria DSC_7007_tone_mario laginha DSC_7015_tone_mario laginha DSC_7028_tone_mario laginha DSC_7046_tone_mario laginha DSC_7052_mario laginha DSC_7057_tone_mario laginha+rita DSC_7063_tone_mario laginha DSC_7069_tone_mario laginha DSC_7072_tone rita maria DSC_7082_mario laginha DSC_7085_mario laginha

recriação da xávega; praia da vagueira, 2008


 

juntas de bois na praia da vagueira

juntas de bois na praia da vagueira

 

neste registo feito em 2008, na praia da vagueira, com a companha “o vencedor”, notam-se as seguintes características na junta de bois em primeiro plano:

 

– a canga é gandaresa, pequena e sem as decorações ricas das cangas vareiras

– os bois pequenos, demasiado para a tarefa que lhes é pedida (maiores os marinhões, bois de força criados para trabalhos pesados)

 

são estes pequenos pormenores que permitem identificar o onde e o como a memória é recriada.

 

(praia da vagueira; 2008)