postais da ria (8)


 

porto de abrigo do chegado, murtosa, na maré vazia

porto de abrigo do chegado, murtosa, na maré vazia

 

 

este é um dos postais que eu gostava de não fazer.

o novo porto de abrigo da cova do chegado, na murtosa, tem tudo: atracações, armazéns de apoio… o que os pescadores necessitam de um porto de abrigo.

tem tudo…. só lhe falta água!!!!!!!!!

na maré vazia o porto de abrigo, fica assim.

agora que começaram as obras no porto de abrigo da torreira, aqui fica um postal que não gostaria que dele alguém viesse a fazer de aqui a uns anos.

 

 

(murtosa; chegado; jun, 2014)

crónicas da xávega, torreira (8)


 

 

 

o maria de fátima

o maria de fátima

estão lusas as águas
aquietado o mar
longe o peixe

é este o tempo de terra
da espera

dias virão
de peixe haver
o mar trabalhar

vejo ouço e sei
espero que nos dias a vir
não aconteça
o que não desejo

mas
como aqui se diz

“vós é que sabeis”

 
(torreira; companha do marco; jun,2014)