crónicas da xávega, torreira (8)


 

 

 

o maria de fátima

o maria de fátima

estão lusas as águas
aquietado o mar
longe o peixe

é este o tempo de terra
da espera

dias virão
de peixe haver
o mar trabalhar

vejo ouço e sei
espero que nos dias a vir
não aconteça
o que não desejo

mas
como aqui se diz

“vós é que sabeis”

 
(torreira; companha do marco; jun,2014)

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s